Início > Certificação PMP > Decorar ou não decorar, eis a questão.

Decorar ou não decorar, eis a questão.

Uma das dúvidas recorrentes de meus alunos nos cursos preparatórios para o PMP é:  há  a necessidade de se decorar as entradas, ferramentas / técnicas e saídas (EFTS) de todos os processos do PMBOK para fazer o exame PMP? E minha resposta tem sido:  não faça deste um objetivo principal de seus estudos. Pode até haver questões envolvendo as EFTS diretamente, mas o consenso é que elas são cada vez mais raras. A prova tem focado em  questões situacionais primordialmente.  Além disto, o fato de não ter havido um esforço explícito de sua parte para decorar as EFTS, não significa que você não será capaz de respoder a uma questão direta a seu respeito.

Para que esta última frase seja verdadeira é necessário, entretanto, que você entenda cada um dos PROCESSOS do PMBOK. Ou seja, no caso dos processos, minha percepção já é diferente: você deve saber o nome e o propósito de cada um destes processos, além de entender de que forma ele pode lhe ser útil na prática. Se isto for de fato compreendido, saber as EFTS termina por ser um efeito colateral esperado e natural. Ainda que com esta abordagem você não saiba recitar de cor todas as EFTS a probabilidade de acertar uma questão baseada em EFTS é grande.

Outro ponto importante é que, não tentar decorar as ligações entre EFTS e os processos não significa que você não deva saber o que são e para que servem cada uma das entradas, ferramentas / técnicas e saídas. São coisas diferentes.

Pra finalizar, um bom exercício pra quem quer ter um pouco mais de segurança sobre este assunto e recusa-se terminantemente a ficar decorando uma série de expressões é: depois de estudar um bocado, tente escrever para cada processo, quais seriam as EFTS esperadas. Mas perceba que esta listagem se dará em função do seu entendimento dos processos, em função do que seria razoável esperar como entrada, ferramenta / técnica ou saída para cada caso e não com base em uma sessão de decoreba. Compare os resultados com o que de fato está listado no PMBOK. E se puder, relate, como comentário deste post aqui embaixo, quais foram os seus resultados. Isto pode ser útil para outras pessoas.

Anúncios
Categorias:Certificação PMP
  1. maio 31, 2010 às 5:19 pm

    Que bacana Andriele.

    Posso divulgar o seu texto no meu Blog: Tudo sobre a certificação PMP?

    Abraços,

    Fernando S. Dantas

    • andriele
      maio 31, 2010 às 5:28 pm

      Claro Fernando! Fique à vontade para divulgá-lo. Peço apenas que mantenha os créditos ao “Falando em Projetos”, ok?
      Grande abraço e obrigado pela visita!

  2. Juliana Ribeiro
    maio 31, 2010 às 8:22 pm

    Muito bom! Claro, simples e objetivo!

    • andriele
      maio 31, 2010 às 8:36 pm

      Legal Juliana! Fico feliz que tenha gostado… E peço que divulgue a possíveis outros interessados que possam se beneficiar deste conteúdo. Grande abraço!

  3. junho 8, 2010 às 12:51 pm

    Valeu pela dica!

    • andriele
      junho 8, 2010 às 1:06 pm

      Beleza Vagner, valeu pela visita! Volte sempre!

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: